O VIGILANTE RODOVIÁRIO: OS BASTIDORES DA PRODUÇÃO

O ator Carlos Miranda, intérprete do personagem Vigilante Rodoviário acaba de lançar seu livro de memórias. Sob o título de “Inspetor Carlos – O Eterno Vigilante”, ele apresenta pela primeira vez detalhes sobre a produção desta série que marcou os anos 60.

Idealizado em 1964, o livro levou mais de 40 anos para chegar ao público. O texto traz curiosidades, informações e histórias que cercaram a produção da série e as filmagens dos episódios. Também traz várias fotos da carreira de Miranda, além de um depoimento de Luis Celso Afonso, filho do adestrador e dono do cão Lobo.

O livro não está sendo distribuído em livrarias. Carlos Miranda não conseguiu que uma editora publicasse sua obra. Assim, com o apoio da Fani Metais Sanitários e do Grande Hotel Prata, Carlos bancou a publicação e está disponibilizando exemplares para a venda no valor de R$30,00, através de pedidos que podem ser feitos pelo seu e-mail: vigilantecarlosmiranda@uol.com.br.

Criada por Ary Fernandes, a série foi produzida entre 1961/62, com um total de 38 episódios. O Vigilante Rodoviário apresentava o Vigilante Carlos e seu cão Lobo patrulhando as rodovias brasileiras e resolvendo vários casos, seja a bordo do seu Simca Chambord ou de sua Harley Davidson. Patrocinada na época pela Nestlé, a série foi cancelada quando a diretoria da empresa mudou.
>> RETRO TV – por Fernanda Furquim

About these ads

Os comentários estão desativados.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 70 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: