‘DUNA’: NOVO DIRETOR QUER FAZER VERSÃO MAIS ÉPICA DO CLÁSSICO DE FRANK HERBERT

STINGDuna, de David Lynch, se tornou uma referência para o cinema dos anos 1980 não exatamente por seus méritos narrativos, mas pelo visual surreal tão próprio da filmografia “lynchiana” e, claro, pela indumentária lisérgica de atores como Kyle MacLachlan, Max von Sydow e Sting, sim, o cantor (na foto ao lado, no filme de David Lynch, em 1984). Agora, o clássico de ficção científica escrito por Frank Herbert, que também já foi adaptado em uma série televisiva, vai ganhar uma versão épica e, certamente, com bem menos “licenças poéticas” nas mãos do diretor Peter Berg, o mesmo de Hancock.

A notícia foi divulgada durante a coletiva de imprensa da Television Critics Association, na Califórnia, Estados Unidos. No evento, Berg antecipou: “Acho que minha interpretação será significativamente diferente daquela (a de David Lynch) e da minissérie exibida na TV.”

O diretor destrincha suas distinções. Para ele, a versão de Lynch da história tem conteúdo mais político. A sua interpretação do livro será mais “épica”. “O livro era muito mais muscular e aventureiro, mais violento e possivelmente mais divertido.”
>> REDAÇÃO TERRA

Anúncios

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: