BRÁULIO TAVARES GANHA O PRÊMIO JABUTI

A invenção do mundo pelo Deus-Curumim, de Braulio Tavares (Editora 34) ganha o Jabuti, na categoria Livro Infatil.

A 51º edição do premio teve recorde de inscrições, foram 2.573 obras

Braulio TavaresA Câmara Brasileira do Livro anunciou os vencedores da 51º edição do Prêmio Jabuti. Foram apresentados os três ganhadores em cada uma das 21 categorias do concurso. No dia 4 de novembro ocorrerá a cerimônia de premiação quando serão anunciados os vencedores do “Livro do Ano de Ficção” e o “Livro do Ano de Não-Ficção”. O primeiro lugar em cada categoria recebe R$ 3 mil, e os melhores livros do ano de Ficção e Não-ficção ficam com R$ 30 mil cada um.

Neste ano, o Jabuti bateu seu recorde de inscrições, foram 2.573 obras, cerca de 20% a mais que em 2008, quando concorreram 2.131 publicações. Uma das categorias premiadas, “Romance”, foi conquistada pelo escritor gaúcho Moacyr Scliar com Manual da paixão solitária (Companhia das Letras), livro que trata do universo religioso inspirado no relato do Gênesis, História de Judá e Tamar.

Braulio_invencao do mundo curumim

Enredo do livro:
Quem iria imaginar que um mundo inteiro, com suas estrelas, folhas, árvores e grãos de areia, poderia existir dentro de um coco? Pois o escritor Braulio Tavares e o artista plástico Fernando Vilela imaginaram. Inspirados em mitos indígenas sobre a criação do mundo, eles juntaram seus talentos para contar esta fábula misteriosa, ilustrada, que fala sobre a relação entre a linguagem e o mundo, e na qual as próprias Letras são personagens.

Anúncios

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: