‘A HOSPEDEIRA’: DEPOIS DOS VAMPIROS, O PRIMEIRO ROMANCE ADULTO DA AUTORA DE ‘CREPÚSCULO’

Intrínseca lança ficção científica da autora Stephenie Meyer 

Em 2008, A hospedeira (Intrínseca, 560 pp., R$ 49,90 Trad.: Renato Aguiar) figurou como um dos títulos mais vendidos dos Estados Unidos. Primeiro da carreira de Stephenie Meyer fora da famosa saga Crepúsculo, o novo livro também se caracteriza como um romance. A hospedeira a que se refere o título é Melanie Stryder, uma humana que se recusa a desaparecer. Um livro de ficção científica sobre um triângulo amoroso com apenas dois corpos. “O que mais gostei foi de explorar o amor de ângulos tão diferentes. O amor pela comunidade, pelo próprio ‘eu’, pela família, o amor romântico e o amor platônico”, explica Meyer. Considerado o romance adulto da autora da série Crepúsculo, A hospedeira teve os direitos vendidos para o cinema. 
 
No livro, nosso planeta foi dominado por um inimigo que não pode ser detectado. Os humanos se tornaram hospedeiros dos invasores: suas mentes são extraídas, enquanto seus corpos permanecem intactos e suas vidas prosseguem aparentemente sem alteração. A maior parte da humanidade sucumbiu a tal processo. Quando Melanie, um dos humanos “selvagens” que ainda restam, é capturada, ela tem certeza de que será seu fim. Peregrina, a “alma” invasora designada para o corpo de Melanie, foi alertada sobre os desafios de viver dentro de um ser humano: as emoções irresistíveis, o excesso de sensações, a persistência das lembranças e das memórias vívidas. Mas há uma dificuldade que Peregrina não esperava: a antiga ocupante de seu corpo se recusa a desistir da posse de sua mente.
 

Peregrina investiga os pensamentos de Melanie com o objetivo de descobrir o paradeiro dos remanescentes da resistência humana. Entretanto, Melanie ocupa a mente de sua invasora com visões do homem que ama: Jared, que continua a viver escondido. Incapaz de se separar dos desejos de seu corpo, Peregrina começa a se sentir intensamente atraída por alguém a quem foi submetida por uma espécie de exposição forçada. Quando os acontecimentos fazem de Melanie e Peregrina improváveis aliadas, elas partem em uma busca incerta e perigosa do homem que ambas amam.
>> PUBLISHNEWS

Anúncios

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: