FICÇÃO CIENTÍFICA LEVADA A SÉRIO

Telescope_Allen_SETIa

Há cinqüenta anos foi publicado, oficialmente, o primeiro artigo cientifico considerando a hipótese de vida em outro planeta. Os físicos Giuseppe Cocconi e Philip Morisson, autores do artigo publicado na revista nature em setembro de 1959, além de encararem a vida extraterrestre como algo provável, afirmavam que é possível entrar em contato com eles através da capitação de sinais de radio em direção ao espaço.

artigo sobre vida extraterrestre
Artigo publicado na revista Nature em 19 de setembro de 1959 onde os físicos afirmam: “…a presença de sinais interestelares é totalmente consistente com tudo que conhecemos, e (…) se sinais estão presentes, os meios para detectá-los estão agora sob nosso controle.”

Hoje, a pesquisa anunciada por Cocconi e Morisson avançou e se intensificou, surgiram programas como o Seti (Search for Extra-Terrestrial Intelligence), nos Estados Unidos, dedicado exclusivamente ao desenvolvimento de pesquisas e atividades da astrobiologia.

Ao contrário do que muitos pensam, o estudo sobre vida extraterrestre é um dos mais baratos ao se tratar de questões especiais. Segundo o astrônomo sênior do Seti, Seth Shostak, os experimentos do programa Seti apostam na sugestão dos físicos da revista nature, ou seja, simplesmente apontar antenas para sistemas estelares e captar sinais de freqüência próxima a 1420 Mhz.

Apesar de ainda não ser comprovada a existência de vida semelhante a nossa fora do planeta terra, Seti aposta que, devido ao tamanho do universo e a quantidade de planetas e galáxias existentes, é impossível ter 100% de certeza que só existe vida na terra.

físicos
Os físicos Giuseppe Cocconi e Philip Morisson

Como se fosse um presente aos 50 anos oficiais de estudos ufológicos, A Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU) recebeu, no final do mês de outubro, mais um lote de documentos oficiais liberados pelo governo brasileiro, sobre ocorrências de objetos voadores não identificados.

Os documentos estavam mantidos em sigilo há décadas e se encontram agora disponíveis para quem quiser ver neste endereço www.ufo.com.br/documentos/anos_80/.

Já foram divulgados anteriormente, documentos datados das décadas de 50, 60 e 70, e até agora mais de 4.000 páginas estão em âmbito publico. Se você gosta do assunto, confira um programa virtual exclusivo do fantástico, que relembra reportagens sobre o tema, clicando aqui

>> F5 – por Maria Confort e Barbara Dantine

Anúncios

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: