DOCTOR WHO – ICONE DA FICÇÃO CIENTÍFICA BRITÂNICA

Icone cultural britânico como Sherlock Holmes ou o rock inglês como Beatles ou o espião do cinema James Bond-007. A Série de ficção-científica britânica, produzida e exibida pela BBC, “Doctor Who”, mostra as aventuras de um viajante alienígena pelo tempo e o espaço, sempre acompanhado de uma companhia terrestre.

Foi criado pela equipe de teledramaturgia da BBC, para a princípio, ser uma série didatica, onde os jovens poderiam conhecer a história da Terra, na companhia do Doutor, o viajante. Mas, como as estórias com outras raças e seres, atraiam mais a atenção do público, a série passou a ser mais focada para a ficção-científica.

Exibida inicialmente e ininterruptamente entre 1963 a 1989,somando-se a um telefilme em 1996 e com o retorno da série apartir de 2005, com “canon” original sempre mantido, ela entrou para o Guinness Book, como a série de mais longa longevidade da TV mundial.

Gerou mais dois Spin-offs que ainda estão em produção, “Torchwood” e “Sarah Jane’s Adventure”. O seriado se tornou bastante popular no Reino Unido e alguns outros países como Japão e Coreia. Nos States, tem uma base de fãs pequena.

No Brasil, só foi exibido no canal a cabo: PEOPLE+ARTS, com as novas temporadas de 2005 para cá. O seriado clássico nunca passou aqui…infelizmente somos acostumados a enlatados americanos.

PERSONAGENS:
————–
DOUTOR:
O viajante temporal, Doutor (só é conhecido assim, seu nome real nunca foi revelado), veio do Planeta Galafrey, onde havia uma raça muito avançada de Senhores do Tempo. O Doutor, viaja em uma nave chamada de TARDIS, abreveatura de “Time and Relative Dimension(s) in Space” (Tempo e Espaço em Dimensões Relativas). Nos anos 60, onde a série começa, o Doutor estava vivendo com sua neta em Londres. Ele escolheu a Terra para morar, pois gostou da história do planeta e de seu povo. O TARDIS, é uma nave camuflada,que pode levar seus passageiros para qualquer lugar no tempo e espaço, embora seu exterior pareça com uma cabine de polícia de Londres devido a um defeito irreparável no sistema de camuflagem, seu interior é muito maior do que o exterior, contendo inúmeras salas.

COMPANHIAS:
————
O Doutor sempre viaja em companhia de uma ou mais pessoas, geralmente jovens e em sua maioria do sexo feminino com raras exceções. Em cada temporada da série, varia muito estas companhias. Uma das mais famosas, foi a Sarah Jane, que foi companheira do Doutor por quase 5 anos. Recentemente, ela ganhou sua propria série, com a mesma atriz, que a representou nos anos 70. Do seríado Doctor Who de 2005, para cá, a personagem Rose Tyler, foi uma das mais populares. Mesmo fora do elenco, após a terceira temporada, a atriz, Billie Pipper, a Rose, sempre faz algumas pontas na série.

VILÕES:
——–
A série apresentou inúmeros vilões. Três são os mais populares:

MESTRE: Personagem da mesma raça do Doutor, originário de Galafrey. Nutre um ódio enorme contra outras raças. Tem desavenças com o Doutor por causa disto.

DALEKS: Seres criados geneticamente e vivendo em casulos robos que se voltaram contra seus criadores humanos e tentam “EXTERMINAR” todas as raças que não seja Daleks.

CYBERMAN: Seres cibernéticos, que tentam “ASSIMILAR” outras raças, para melhoria das espécies.

REGENERAÇÃO E ATORES :
———————
Sendo um “Senhor do Tempo”, o “Doctor” tem a capaciade de regenerar o seu corpo, como forma de evitar a morte. Este conceito foi introduzido em 1966, quando os argumentistas se confrontaram com a partida do ator principal William Hartnel, como forma de prolongar a série. Desde então tem sido uma característica definidora da série, sendo utilizada sempre que é necessário substituir o ator principal. Contudo, foi estabelecido num episódio que um Senhor do Tempo apenas pode regenerar 12 vezes, a um total de 13 incarnações (apesar de ser possível contornar a situação). Até à data, o “Doctor” passou por este processo nove vezes, tendo cada uma das suas incarnações o seu estilo e particularidades, mas partilhando as memórias, a experiência e o seu sentido de moral:

Doutor e os atores vividos:
Primeiro Doutor, interpretado por William Hartnell (1963–1966)
Segundo Doutor, interpretado por Patrick Troughton (1966–1969)
Terceiro Doutor, interpretado por Jon Pertwee (1970–1974)
Quarto Doutor, interpretado por Tom Baker (1974–1981)
Quinto Doutor, interpretado por Peter Davison (1981–1984)
Sexto Doutor, interpretado por Colin Baker (1984–1986)
Sétimo Doutor, interpretado por Sylvester McCoy (1987–1989)
Oitavo Doutor, interpretado por Paul McGann (1996)
Nono Doutor, interpretado por Christopher Eccleston (2005)
Décimo Doutor, interpretado por David Tennant (2005–presente)
O 11° Doutor, será apresentado em 2010, será o jovem ator Matt Smith.

Uma caracteristica interessante, é que os atores são cada vez mais jovens. Assim, a série começou com o William Hartnell com mais de 60 anos, e agora terá o Matt Smith, com 27 anos. Nos EUA, a série clássica, foi exibida em meados dos anos 70, o que fez o ator Tom Baker, ser o mais popular por lá. Os Simpson, já mostrou o Doutor em Springfield, o conhecido Tom Baker.
A popularidade da série foi tanta, que dois filmes para o cinema, foram produzidos na Inglaterra, com o ator Peter Cushing, representando estórias desgarradas do canon. “Dr. Who and the Daleks and Daleks”(65) e “Invasion Earth 2150 AD”(66). Muitos fãs colocam Cushing, como sendo representação do Primeiro Doutor.

CONTEÚDO
——–
A série começou a ser exibida na TV britânica no ano de 1963, com o formato Preto&Branco. Os Episódios de cada temporada, eram dividas em estórias que formavam um arco de 4, 5 e até 6 episódios. Uma temporada poderia ter mais de três arcos de estória. A atual produção apartir de 2005, mantem um padrão americano sem arco ou alguns episódios sendo duplos. Em geral, a atual produção mantem 13 episódios por temporada com até dois especiais de Natal. Em 2009, não houve temporada, mas apenas 4 especiais. Em 2010, voltarão as temporadas normais.

O TELEFILME DE 1996
——————–
Sendo pouco popular nos States, durante os anos 80, a Disney, comprou os direitos americanos da série, da BBC, para tentar produzir algo parecido no canal de TV Disney. Eles chegaram a convidar o Steven Spielberg para produzir a nova série, só que após longo estudo, foi visto que não haveria a mesma audiência que nas terras inglesas. A Disney desistiu, mesmo por que o relacionamento entre Spielberg e Disney esfriou no final dos anos 90.

Durante os anos 90, Spielberg novamente,depois de ter achado a série interessante, tentou comprar os direitos para a Amblin, junto a BBC. Houve alguns problemas legais, e ele acabou desistindo. A BBC, acabou negociando com a Universal e com a FOX, que estava lançando uma nova tv a cabo. Em 1996, depois de muitas idas e vindas, o telefilme Doctor Who, foi lançado na FOX TV, que não teve a audiência esperada e por que eles já tinha seu ARQUIVO X. O telefilme seria o piloto de uma nova série que acabou novamente sendo não acontecendo.

Este Telefilme, apresenta o ultimo ator que fez o Doutor Who, Sylvester McCoy, se regenerando no ator Paul McGann, que segue a estória. Como produção americana, foi filmada nos States e o Doutor tem uma companheira americana. O vilão, é o Mestre, interpretado pelo ERIC ROBERTS, irmão da Julia Roberts. Apesar dos pesares, ainda é consierado parte do canon. O ator Paul McGann, apesar de nunca mais ter sido convidado para ser Doctor Who, até hoje grava as telenovelas do Doutor pela rádio BBC e para os Audio books da série.

NOVA SÉRIE – 2005
——————
A BBC, com o fim da série em 1989 e o fisco do telefilme co-produzido com a Fox em 1996, só retornou as produções de TV após o ano 2000. Desta vez, a BBC, encarregou sua unidade menor, que fica em CARDIF, no país de Gales, para produzir a nova série. Ela é toda filmada lá, por um custo menor. O novo seriado, produzido apartir de 2005, tem alcançado grandes audiências no Reino Unido, levando a série a ter nova popularidade na America também, através de uma co-produção com o Canadá. Está sendo exibido pelo canal Sifi nos States, onde a série não era muito popular e está ganhando novos fãs a cada dia.

O único revés ficou por conta do ator principal escalado para ser o Doutor, Christopher Eccleston(de Exterminio), que apesar da grande audiência, descidiu não permanecer ao fim desta primeira temporada. Eccleston, mudou-se para os States, onde participa do seriado HEROES, como Claude , o homem invisível. Recentemente está na mega-produção, G.I.JOES, como Destro, chefe dos Cobras.

O ator David Tennant (Harry Potter e o Cálice de Fogo), foi contratado para ser o Doutor com a saída de Eccleston, e a popularidade só aumentou. Infelizmente, após 5 anos, Tennant, já acha que é hora de ir embora, em 2010 entra o jovem Matt Smith.

A popularidade da nova série, que traz todos elementos originais e respeita o canon estabelecido em 1963, também trouxe prêmios e reconhecimentos a série. Por três anos seguidos, ela ganhou como melhor série de TV de ficção-cientítifica do ano, laureados pelo HUGO AWARD, batendo séries americanas como as consagradas Star Trek, Star Gate e a nova Galactica.

SPIN OFF
———
TORCHWOOD :
O sucesso do retorno de Doctor Who, fez com que a BBC, expandisse o universo, aproveitando um personagem criado durante a nova temporada de Doctor Who, o Capitão Jack, foi criado o Spin-off, “Torchwood”, que é um instituto que investiga atividades paranormais e alienígenas no Reino Unido. Seria uma versão Arquivo X da BBC. A série tem um apelo mais sério e adulto e pode chocar algumas pessoas, com alguns relacionamentos sexuais que aparecem na série. Já está em sua terceira temporada.

SARAH JANE’S ADVENTURE:
Um novo spinoff, só que desta vez, mais infantil, foi criado pela BBC. “Sarah Jane’s Adventure”, apresentando a ex-companheira do Doutor, Sarah Jane, em seu retorno a ação, mais de 20 anos depois de ter aparecido em Doctor Who.
>> UNIDADE DE CARBONO NO PÁLIDO PONTO AZUL

Anúncios

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: