DOCTOR WHO”: DINHEIRO É O QUE MENOS PREOCUPA…

O novo chefe, Steven Moffat, já alertou que o corte nos gastos sofrido pelo programa ajuda a equipe a se tornar mais criativa. “Nenhum dinheiro será o suficiente para Doctor Who.” disse  ele.

“Poderíamos ter a verba de Avatar e ainda precisaríamos de mais, pois o que temos em mãos é um programa que se passa em todos os pontos da história e em cada lugar do universo.”

A série, que retorna dia 3 de abril (11 dias!), contará com uma nova equipe de escritores e roteiristas, comandada por Steven Moffat, e terá um novo Doutor, papel do ator  Matt Smith.

Foi o próprio Moffat quem avisou a BBC para que ela não se preocupasse com os cortes que estava fazendo.

“O que nós imaginamos é o que nós temos que alcançar, e nós iremos alcançar, seja lá qual for a situação financeira. Muitos dos ícones de Doctor Who são conseqüências diretas de uma verba curta.

Ele ressaltou que a idéia do Tardis – a nave espacial do Doutor – foi o resultado obtido pela equipe de produção original, em 1960, em fazer o melhor com o que tinham em mãos.

“Eles viram que tinham uma cabine policial da (série) Dixon of Dock Green e pensaram ‘vamos fazer com que seja maior por dentro!’, e assim nasceu uma das melhores idéias de toda ficção.”

Steven ainda brincou: “Cortes no orçamento são chatos, mas é uma excelente maneira de fazer com que sejamos criativos. Vocês já viram o trailer, por acaso parece que estamos com a verba curta?”

Uma nova temporada:

A primeira aventura de Matt Smith – The Eleventh Hour – e um novo trailer para a 5ª temporada foram exibidos em uma sessão fechada para jornalistas e equipe do programa no último dia 18.

A história nos apresentará o novo Doutor, recém-regenerado, após cair com o Tardis na Terra, onde conhecerá sua nova companheira, Amy Pond, interpretada por Karen Gillan.

O episódio também mostrará o novo interior da nave, que terá duas vezes oi tamanho da que foi utilizado por David Tennant.

“Mudamos tantas coisas que seria injusto se não mudássemos o Tardis também.” Disse Moffat.

De acordo com a BBC, Doctor Who foi vendido para mais de 50 países, sendo um dos 5 programas mais vendidos do mundo em 2009.

Até o momento já foram vendidos mais de 3.3 milhões de DVDs da série, juntamente com mais de 7 milhões de Action Figures do seriado. A editora BBC Children’s Books, responsável por livros infantis, vendeu mais de 300.000 edições no ano passado.
>> UNIVERSO WHO – por Breno Costa

Anúncios

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: