SPECTRUM UM SELO PARA NOVOS AUTORES VOLTADOS PARA O SOBRENATURAL

Hoje, apresento a vocês um selo editorial razoavelmente novo, ligado também à editora Multifoco, voltado para histórias que envolvam o sobrenatural (com alguma preferência ao estilo suspense/terror, provavelmente algo que agradará aos fãs de autores como o Stephen King, ao menos foi o que se passou em minha cabeça). Além disso, na postagem falarei também de dois concursos literários excelentes promovidos pela editora Monica Sicuro, que cedeu a entrevista ao Na Ponta dos Lápis.

Sobre o Spectrum. Como eu já disse, a entrevista com a Monica irá revelar mais aspectos sobre o selo, o que posso adiantar é que me parece ser uma proposta interessante, uma vez que o interesse por livros que tratem da questão do sobrenatural é cada vez maior. Além disso, as editoras daqui ainda dão muito pouco espaços aos autores brasileiros do gênero. O que pode interessar ao pessoal que já tem um livro neste estilo pronto é a incrivelmente rápida análise dos originais (ver na entrevista), já que o selo ainda não é muito conhecido. Vale lembrar também que o autor, caso publique com o Spectrum, não precisará gastar dinheiro algum, pois este é o objetivo da Multifoco, lançar autores novos sem cobrar nada deles (você pode ver uma entrevista com um representante da editora aqui).

Sobre os concursos. A editora Monica Sicuro também está realizando dois concursos literários. Um deles já foi mencionado no blog, trata-se de um concurso de contos medievais (Cruzada). O outro segue o exato mesmo estilo, mas abrange a temática da bruxaria, o nome da antologia será O Caldeirão da Bruxa. Os autores selecionados receberão 15 livros para vender por consignação e, caso não consigam vender todos, basta devolvê-los a editora; não haverá qualquer tipo de cobrança ou exigência em termos de venda.

Cruzada, prazo: 30/04 – confira aqui o blog do concurso.
O Caldeirão da Bruxa, prazo: 31/05 – confira aqui o blog do concurso.

Entrevista com Monica Sicuro (editora do selo Spectrum)

Quanto tempo tem o selo?
R: O Spectrum é um selo da Multifoco desde que ela está no mercado editorial, mas eu estou no comando dele desde de Janeiro de 2010

Quais os gêneros literários o selo Spectrum pretende abrangir?R: Procuramos Romances de terror, suspense, mistério… O Spectrum é o selo da Editora que se volta para a produção do sobrenatural.

Me fale um pouco das idéias por trás do selo Spectrum. Quais são seus objetivos e ideais?
R: O terror está em ascensão no Brasil. Antes tínhamos uma grande produção vinda lá de fora, mas a idéia do Spectrum é dar aos autores que escrevem terror, e que são daqui, visibilidade e oportunidade de mostrar seu trabalho. Tem alguns autores que trabalham com mitos brasileiros e isso é muito bom. Nossa cultura é rica demais para ficarmos importando. Estamos com um projeto para a Bienal de São Paulo, onde alguns autores participarão do mini stand da Spectrum (que será todo voltado ao sobrenatural). E assim vamos divulgar ainda mais esse gênero literário.

Assim como o restante da Multifoco, o Spectrum também será voltado mais especificamente para novos autores?R: Sim, está. Os novos autores bebem de diversas fontes e por isso a escrita deles está ficando cada vez mais rica.

Como funciona o processo de seleção de originais? Quanto tempo leva em média?
R: Em primeiro lugar, os autores me enviam o original deles em arquivo de Word (norma da Editora). Então vou analisar. Eu faço a leitura do original completo, saio com diversas anotações, às vezes elogios ou criticas. Tem momentos que vou sugerir uma mudança aqui ou ali… Enfim, tudo para melhorar o original.
A Seleção leva, em média, de 10 a 15 dias (dependendo de quantos eu estiver na fila de leitura). Depois que ele é selecionado, existe todo outro processo para que ele possa ser publicado. (envio de originais para o e-mail: spectrum@editoramultifoco.com.br)

Vocês estão de olho nos autores que se destacam pela internet também ou se dedicam mais à análise dos originais que lhes são enviados? R: Infelizmente não temos tempo de ficar em busca de talentos na internet. Quando apenas organizava coletâneas eu o fazia, buscava os melhores. Mas agora tenho um trabalho mais minucioso a fazer, e ainda estou envolvida em alguns concursos. Então, temos que nos dedicar aos originais que chegam até nós. Aqui eu os coloco numa fila por ordem de chegada. Trato todos com a mesma atenção. E existem também os “indicados”. Fulano se destacou na internet e algum conhecido meu o viu. Então essa pessoa geralmente me manda um email perguntando se pode indicar Fulano. Ai Fulano envia seu original e como todo mundo vai para a fila por ordem de chegada.
>> NA PONTA DO LÁPIS – por Leonardo Schabbach

Anúncios

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: