“LOUCAS DE AMOR”: HISTÓRIAS DE PAIXÃO POR ASSASSINOS VIRAM QUADRINHOS

Qual seria o motivo da atração de uma mulher por um serial killer? Quem são essas mulheres? Como vivem e como pensam?

Foi buscando responder essas perguntas que o roteirista Gilmar Rodrigues escreveu e publicou Loucas de Amor – Mulheres que Amam Serial Killers e Criminosos Sexuais (editora Ideias a Granel), primeiro como uma edição onde os textos dividiam as páginas com HQs do desenhista paulistano Fido Nesti. Depois, com um apoio do Proac (Programa de Ação Cultural do Estado de SP), em um álbum exclusivamente de histórias em quadrinhos, sempre com o traço luxuoso de Fido Nesti.

Em uma das últimas histórias que compõem o livro, Gilmar conta: “Depois de quatro anos de pesquisa, seis meses escrevendo, cem entrevistas, inúmeros ofícios enviados, estudos em cartas, jornais e revistas, chego ao fim da aventura com o sabor de ter vivido experiências únicas”.

O autor frequentou delegacias, penitenciárias, filas de visitas aos detentos, cidadezinhas do interior e bairros de periferia atrás de respostas para suas perguntas. Nem sempre conseguiu o que queria e muitas vezes acabou num beco sem saída, ou não conseguiu extrair um relato mais sincero do entrevistado ou entrevistada. O assunto é difícil de ser abordado, as pessoas envolvidas são desconfiadas e relutam em dar “depoimentos”.

Por isso, algumas HQs apresentam histórias como que sugeridas, mas que tem uma grande força, pelo roteiro bem trabalhado e pelos excelentes desenhos de Fido, em preto e branco e tons de cinza.

Longe de uma produção de Hollywood ou de uma HQ comercial, onde os fatos ganhariam uma roupagem mais atraente, os autores nos mostram um pouco desta realidade brasileira invisível, mostrando o contraste, por exemplo, da visita aos presos em uma delegacia do bairro de Pinheiros, em São Paulo seguida de um almoço em um restaurante no vizinho e chique bairro dos Jardins, na HQ Os Jacks, realidades próximas mas incomunicáveis.
>> TERRA MAGAZINE – por Claudio Martini

Anúncios

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: