“XAMPU: LOVELY LOSERS”, DE ROGER CRUZ, CONSTRÓI RETRATO DA JUVENTUDE DOS ANOS 80

 

Lançamento da editora Devir, “Xampu: Lovely Losers” (80 pp. R$ 29,50)é o primeiro de uma série de três álbuns escritos e desenhados pelo quadrinista brasileiro Roger Cruz, conhecido por emprestar seu traço à série “X-Men”. Nesta HQ, o autor se propõe a dividir experiências e angústias vividas na juventude, em histórias que falam sobre amizades, sonhos e frustrações.

No texto do informativo oficial do livro, o próprio autor esclarece como surgiu a ideia para a produção do álbum: “Entre o final dos anos 80 e o início dos anos 90, um pequeno apartamento na zona norte de São Paulo estremecia com o falatório, a gritaria, o tilintar de copos e garrafas e o volume no talo do aparelho de som 3 em 1. Embaralhadas com sons de guitarras, bateria e baixo, as palavras eram quase adivinhadas enquanto saíam, entre tragadas e goles, pelas bocas fumacentas. A todo instante, novos maços de cigarro, álcool e discos de vinil eram adicionados à combustão que ardia noite adentro. E tudo se repetia no fim de semana seguinte. Alguns voltavam e vinham com amigos que traziam amigos e outros voltavam no mês seguinte. Alguns demoravam a voltar e alguns não voltavam. Até que ninguém mais voltou. Eu também não voltei. Mas ainda me lembro de muitas coisas e conversei com várias pessoas. Agora, tudo o que eu sei sobre algumas delas está neste livro. Lembranças dos distantes anos 80.″

Para reconstruir este mosaico de memórias, Cruz  centra-se em personagens como a desejada garota Nicole, uma escorpiana linda que cursava o primeiro ano de Química na USP e que gostava de Sombra, vocalista da banda de hard rock “The Suckers”. Ele, no entanto, não estava nem aí para o interesse dela. Após o fim da relação de ambos, ganha força a figura de Max, que ampara a garota e torna-se íntimo dela.

Durante as 80 páginas da narrativa, o leitor facilmente se impressiona com o traço ágil e de muita personalidade de Cruz, dotado de detalhes e expressões realistas. Já as referências gráficas a elementos arquitetônicos e rotineiros da capital paulista, como bares, becos e até pichações nos muros e paredes de banheiros dão fidelidade regional à trama. 

“Xampu: Lovely Losers” prova que, além de ilustrador, Roger Cruz também é um brilhante roteirista e contador de histórias.

Projeção internacional
Nascido em 22 de fevereiro de 1971, Roger Cruz já fez letreiramento para “Liga da Justiça”, “A Bandeira do Corvo”, “Legião Alien” e “V de Vingança”. Como desenhista, trabalhou para a Marvel Comics, onde fez títulos como “Hulk”, “X-Patrol”, “Generation X”, “X-Men”, “Surfista Prateado” e “Alpha Flight”. Para a DC Comics, Cruz fez uma história curta na revista “The Batman Chronicles”. No Brasil, publicou nas revistas “Metal Pesado”, “Brazilian Heavy Metal” e “Wizard Brasil”. 
>> UOL da Redação

Anúncios

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: