LEITORES FINANCIAM EDITORA BELGA

SandaweA editora belga Sandawe foi criada por Patrick Pinchart, que foi editor-chefe da revista Spirou de 1987 a 1993.

O que diferencia a Sandawe das outras editoras é a sua proposta de financiamento para publicação de novas HQs. A Sandawe está financiando suas publicações com dinheiro dos leitores, usando o conceito de crowdfunding.

Crowdfunding é um conceito no qual um grupo – geralmente grande – de interessados, neste caso os leitores de HQs, financiam projetos que de outra forma não se tornariam realidade, com quantias pequenas.

No caso da Sandawe, os autores de uma história em quadrinhos propõem sua publicação aos “investidores” anunciando o resumo do enredo e divulgando imagens das páginas. À medida que o projeto gera interesse, os leitores anunciam sua intenção de investir € 10,00 (R$ 22,00) na HQ.

No mercado francófono, esse valor está próximo do preço de um álbum. Um volume de Asterix, por exemplo, custa aproximadamente € 8,50 (R$ 18,70) por exemplar. Tintim custa € 10,50 (R$ 23,10). Alguns álbuns estão um pouco acima desta faixa e são vendidos a € 13,50 (R$ 29,70).

A primeira HQ financiada por este esquema será Il Pennello, de Allais e Serge Perrotin, que conseguiu arrecadar 36 mil euros (R$ 79.200,00) depois de cinco meses de financiamento. O álbum terá 80 páginas.

Outros dez projetos estão com financiamento em curso usando este esquema. Outras vantagens do crowdfunding é a possibilidade imediata de ver o interesse do público no álbum; e a divulgação da HQ feita pelos “investidores”, que participam ativamente do “boca a boca”.
>> UNIVERSO HQ – por Sérgio Codespoti

Um preview de Il Pennello pode ser visto abaixo

Anúncios

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: