MORRE O ESCRITOR GAÚCHO MOACYR SCLIAR

domingo | 27 | fevereiro | 2011

Escritor teve falência múltipla de órgãos
e morreu à 1h de domingo (27).
Desde 2003, Scliar era membro da Academia Brasileira de Letras.

Moacyr Scliar fez a abertura do Fantasticon 2010 - IV Simpósio de Literatura Fantástica com o tema "O Fantástico e a Literatura Brasileira"

O escritor gaúcho Moacyr Scliar, 73 anos, morreu na madrugada deste domingo (27) no Hospital de Clínicas em Porto Alegre, por falência múltipla de órgãos devido às consequências de um acidente vascular cerebral (AVC).

Scliar havia sofrido um AVC na madrugada de 16 de janeiro enquanto se recuperava de uma cirurgia no intestino. De acordo com a assessoria de imprensa do hospital, o escritor morreu à 1h, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Ele deve ser velado neste domingo na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, a partir das 14h. O sepultamento será na segunda-feira (28), em cerimônia reservada a familiares e amigos.

Moacyr Jaime Scliar nasceu em 23 de março de 1937, em Porto Alegre. Era casado com Judith, com quem teve um filho, Roberto. Seus pais, José e Sara Scliar, oriundos da Bessarábia (Rússia), chegaram ao Brasil em 1904. Formado em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, era especialista em Saúde Pública e Doutor em Ciências pela Escola Nacional de Saúde Pública, tendo exercido a profissão junto ao Serviço de Assistência Médica Domiciliar e de Urgência.

Seu primeiro livro, publicado em 1962, foi “Histórias de médico em formação”, contos baseados em sua experiência como estudante. Em 1968, publicou “O carnaval dos animais”, de contos, que considerava de fato sua primeira obra.

Publicou mais de 70 livros de diversos gêneros literários – entre eles, os romances “O Exército de um homem só”, “A estranha nação de Rafael Mendes” e “O centauro no jardim” – e teve textos adaptados para cinema, televisão, rádio e teatro, inclusive no exterior. Era colaborador dos jornais Zero Hora e Folha de S. Paulo. Desde 2003, era membro da Academia Brasileira de Letras (ABL). Scliar ganhou três vezes o Prêmio Jabuti – a mais recente, em 2009, com o romance “Manual da paixão solitária”.
>> Do G1, em São Paulo


“RISE OF THE APES”: VEJA A PRIMEIRA IMAGEM DA PREQUELA DE “O PLANETA DOS MACACOS”

domingo | 27 | fevereiro | 2011

Veja James Franco na primeira imagem oficial de Rise of the Apes
Filme ainda não tem estreia prevista no Brasil.

A ficção-científica “Rise of the Apes“, prequela de “O Planeta dos Macacos“, ganhou sua primeira imagem oficial. Nela vemos o protagonista James Franco (“127 Horas“) como o cientista que cria o macaco Caeser, que se torna o líder da revolução que toma todo o planeta Terra.

A trama mostrará um jovem cientista (James Franco, de “127 Horas”) que faz experimentos em macacos em busca da cura para doenças genéticas. Mas uma de suas cobaias, um macaco super inteligente chamado Caesar (Andy Serkis, da trilogia “Senhor dos Anéis”), inicia uma rebelião após ser traído pelos humanos. Desse episódio tem início o conflito que culmina no caos na Terra e a dominação primata.

O elenco também conta com os atores John Ligthgow (da série “Dexter”) e Freida Pinto (“Quem Quer Ser um Milionário?”), Brian Cox (“RED – Aposentados e Perigosos”) e Tom Felton (o Draco Malfoy de “Harry Potter”) . A WETA Digital, empresa do diretor Peter Jackson (da trilogia “O Senhor dos Anéis”), desenvolverá os efeitos visuais do filme. Rupert Wyatt (“The Escapist”) será o diretor e o roteiro é de Amanda Silver e Rick Jaffa (“A Relíquia”). “Rise of the Apes” tem estreia prevista para o dia 23 de novembro de 2011.
>> CINEMA COM RAPADURA – por Camila Fernandes


MUTARELLI: SAGA DE DIOMEDES SERÁ REEDITADA EM VOLUME ÚNICO

domingo | 27 | fevereiro | 2011

A Companhia das Letras planeja reeditar no segundo semestre as histórias do detetive Diomedes, criadas na virada do século pelo escritor e quadrinista Lourenço Mutarelli.

A proposta da editora é reunir num volume único os quatro álbuns, “O Dobro de Cinco” (1999), “O Rei do Ponto” (2000) e as duas partes de “A Soma de Tudo” (2001-2002).

O acordo foi acertado no meio da semana passada e é noticiado em primeira mão pelo blog.

O contrato ainda não foi assinado. Mas tanto autor quanto editora confirmam a publicação.

***

“Está combinado. O Mutarelli ligou pra cá e ofereceu o livro. E a gente vai publicar”, disse hoje Thyago Nogueira, editor da Companhia das Letras responsável pelos livros do autor.

O novo título ainda não foi definido. Os originais devem passar por um novo tratamento gráfico. O conteúdo será o mesmo do lido nos álbuns da Devir, primeira a publicar a obra.

Havia nos últimos anos uma disputa entre Mutarelli e Devir sobre os direitos da série. Segundo o autor, o problema já foi resolvido com a antiga editora.

“Está tudo certo. Foi mais um mal-entendido de minha parte do que qualquer outra coisa”, disse Mutarelli, por telefone, agora há pouco.

***

O acordo foi intermediado pela RT Features, comandada por Rodrigo Teixeira. A empresa oferece o álbum em quadrinhos e fica com os direitos de adaptação para outras mídias.

Mutarelli acha muito estranha, nas palavras dele, a situação que a reedição irá criar. No entender dele, seus leitores de quadrinhos não leem seus romances. E vice-versa.

“Tem um modismo no momento [sobre quadrinhos]. Eu acho que é algo passageiro. Eu acho que uma hora eles [os editores] vão ver que não vende tanto.”

Foi o que ele chama de modismo que o trouxe de volta aos quadrinhos, arte que ele havia abandonado na metade da década passada para se dedicar à literatura e ao cinema.

***

“Eu não voltei porque quis”, diz Mutarelli, numa resposta surpreendente. “Eu voltei porque foi a melhor opção de trabalho que eu tive neste ano.”

Além da reedição das histórias do detetive Diomedes, ele prepara um álbum inédito, também pela RT Features, para ser publicado pela Companhia das Letras.

Mutarelli tem até maio para terminar “Quando Meu Pai Encontrou com o ET Fazia um Dia Quente”, a história de um pai que se vê mentalmente confuso após a morte da esposa.

Ele já desenhou 50 paginas. Falta a outra metade. Se o prazo for cumprido à risca, a editora planeja publicar a obra ainda este ano, no segundo semestre.
>> BLOG DOS QUADRINHOS – por Paulo Ramos


“VAMP”: NOVELA SERÁ REPRISADA NO CANAL VIVA EM ABRIL

sexta-feira | 25 | fevereiro | 2011

Trama jovem de Antonio Calmon foi exibida pela TV Globo há 20 anos.
História trazia Claudia Ohana como vampira-roqueira
que sonhava ser mortal

A atriz Claudia Ohana em "Vamp" (Foto: Divulgação)

A atriz Claudia Ohana, a heroína de caninos afiados de "Vamp".

Sucesso da década de 90, a novela “Vamp” será reprisada pelo Canal Viva a partir de 11 de abril. A trama jovem escrita por Antonio Calmon foi originalmente exibida pela TV Globo, entre 1991 e 1992, na faixa das 19h.

“Vamp” tinha como protagonista a atriz Claudia Ohana, que interpretava Natasha, uma roqueira brasileira de sucesso internacional que guardava um segredo: era uma vampira. A moça havia vendido sua alma em troca do sucesso para o conde Vald, vivido por Ney Latorraca.

Outra protagonista da novela era a família do capitão Jonas Rocha (Reginaldo Faria), baseado na fictícia cidade praiana de Armação dos Anjos. Viúvo e pai de seis filhos, o capitão se casava com Carmem Maura (Joana Fomm), viúva e mãe de seis filhos – daí o núcleo jovem da trama, que tinha no elenco os atores Fábio Assunção (Lippi) e Luciana Vendramini (Jade).

No núcleo dos vilões – que também fazia às vezes de núcleo cômico – o destaque era a família Matoso. O clã de vampiros era liderado por Matoso (Otávio Augusto), Mary Matoso (Patrícia Travassos), Matosão (Flavio Silvino) e o mortal Matosinho (André Gonçalves).

Com a direção geral de Jorge Fernando, “Vamp” substituirá “Quatro por quatro” na faixa das 15h30 no Canal Viva.

A emissora tem se destacado na audiência da TV a cabo exibindo novelas da TV Globo, como “Vale tudo” (1988) e “Por amor” (1997).
>> do G1, em São Paulo

Flavio Silvino, Guilherme Leme, Ney Latorraca, Patricia Travassos e Otávio Augusto em cena de 'Vamp'.  (Foto: Divulgação)

Flavio Silvino, Guilherme Leme, Ney Latorraca, Patricia Travassos e Otávio Augusto em cena de 'Vamp'.

 


“CREPÚSCULO – AMANHECER”: ATRIZ ESTREANTE SERÁ FILHA ADOLESCENTE DE EDWARD E BELLA

sexta-feira | 25 | fevereiro | 2011

A atriz estreante Christie Burke entrou para o elenco de “A Saga Crepúsculo: Amanhecer”. Ela viverá a versão adolescente de Renesmee, a filha de Bella (Kristen Stewart) e Edward (Robert Pattinson).

Na primeira parte da produção, a versão criança da personagem será interpretada por Mackenzie Foy (série “FlashForward”), de 10 anos. Renesmee vai aparecer em diversas idades durante a segunda parte de “Amanhecer”.

No último capítulo da “Saga Crepúsculo”, que será adaptado para o cinema em duas partes, a jovem Bella Swan (Kristen Stewart) finalmente se casa com o vampiro Edward Cullen (Robert Pattinson), mas ainda humana engravida e dá a luz a uma menina, que é meio humana e meio vampira. Isso causa a ira dos Volturi, que consideram o nascimento um desrespeito à lei e partem para Forks no intuito de destruir os Cullen.

A primeira parte de “A Saga Crepúsculo: Amanhecer” chega aos cinemas no dia 18 de novembro de 2011 e a Parte 2 no dia 16 de novembro de 2012
>> PIPOCA MODERNA – por Caio Arroyo


POR QUE STEAMPUNK É TENDÊNCIA? PALESTRA SOBRE STEAMPUNK NO CURSO DE COOLHUNTING EM CURITIBA

quinta-feira | 24 | fevereiro | 2011

Quer saber por que os corsets viraram hype na moda? Por que grupos de pessoas se reúnem para fazer picnics vitorianos em várias capitais do mundo? Ou por que raios a nostalgia do passado se infiltra nas tendências do mercado? Mas, afinal o que é steampunk?

Pois no dia 03 de maio às 19h30 vou apontar algumas possíveis respostas a essas e outras perguntas. É quando vou estrear como professora convidada do curso de CoolHunting e Pesquisa de Tendênciasda agência Berlin na Lemon School em Curitiba.

O curso já está na terceira edição e acredito que vai ser uma experiência bem bacana, pois falarei sobre um tema que venho estudando desde 2002, o retrofuturismo e a estética steampunk. Meu enfoque será mostrar como um subgênero da ficção científica sai da literatura e transborda para as mais diversas mídias, a cultura, a moda, etc e como ele entrou em voga em tempos de sites de redes sociais e tecnologias.

Para quem quer entender o comportamento dessa subcultura e como ela saiu do underground ao mainstream, espero indicar alguns caminhos. As inscrições estão abertas. Para mais informações basta acessar cursocoolhunting.com ouberlincool.com.br
>> AS PALAVRAS E AS COISAS – por Adriana Amaral


ATRIZES DE “V” FAZEM PARTICIPAÇÕES EM OUTRAS SÉRIES

quinta-feira | 24 | fevereiro | 2011

Há algumas semanas foi divulgado que Elizabeth Mitchell fará participação em um episódio de “Law & Order: SVU”, da NBC. Na história, ela será uma professora de piano suspeita de ter assediado sexualmente um de seus alunos. Acontece que Mitchell é uma das atrizes principais do remake de “V”, do canal ABC. Agora saiu a notícia de que a brasileira Morena Baccarin, intérprete da líder alienígena Anna na mesma série, terá participação especial em “The Mentalist”, da CBS.

Embora não seja raro, não é todo dia que atores que estrelam séries em um canal apareçam como convidados em produções de outras emissoras. Geralmente, a ‘troca de figurinhas’ ocorre entre produções da TV aberta e do cabo.

Desde que não disputem a audiência do mesmo dia e horário, tudo depende dos interesses dos envolvidos. De qualquer forma, neste caso não haverá conflitos de interesses. Os episódios de “Law & Order: SVU” e de “The Mentalist” que contam com as presenças de Mitchell e Baccarin somente irão ao ar nos EUA depois que a segunda temporada de “V” tiver encerrado no dia 15 de março.

Entrando em sua reta final, a segunda temporada de “V”  finalizará com um estrondoso cliffhanger (situação em aberto), no qual personagens fixos deverão morrer. Segundo os produtores, os únicos atores que estão salvos são, justamente, Morena Baccarin e Elizabeth Mitchell.

A decisão de se produzir um final em aberto foi tomada mesmo sabendo que a série tem chances de não ser renovada em função da baixa audiência.

Por curiosidade: na história de “The Mentalist”, Morena interpretará a diretora de uma agência de encontros. O nome de sua personagem é Erica…repararam na ironia? Morena terá o nome da personagem de Elizabeth Mitchell em “V”. Para quem não assiste essa produção, as duas são inimigas. Será que o personagem de Elizabeth em “Law & Order: SVU” se chamará Anna?
>> VEJA – por Fernanda Furquim